terça-feira, 13 de outubro de 2009

Um dia...


... fui sereia
que nadava num mar de lágrimas.
Não encantava pescadores...
mas enganava o meu próprio canto.
Aceitei a mão estendida que me dizia:
«anda... dou-te pernas e não te tiro a voz!»
Deixei o mar... mas não as lágrimas.
essas agora em terra firme...
transformavam-se em pedras.
Colhi todas e com elas construi uma torre!
Nesse dia fui guardiã.
Guardava o meu coração no alto dos muros.
Não encantava cavaleiros...
mas enganava o meu próprio tesouro.
Mais uma vez aceitei a mão estendida:
«anda... vem ver os sonhos e eu não te tiro as asas!»
Nesse dia tornei-me pássaro!
Fiquei com os meus sonhos e não permiti que me tirassem as asas.
As lágrimas... essas... continuam!
Mas são chuva que quando tocam no solo... geram VIDA!!
(Gaja... este é para ti!! ;) força... não desistas!! :) )

6 comentários:

Pantas disse...

Uma boa amiga...tem sempre uma palavra de carinho e de força...!
Boas dida bjs

Três Tempos disse...

A friend is like a flower,
a rose to be exact,
Or maybe like a brand new gate
that never comes unlatched.
A friend is like an owl,
both beautiful and wise.
Or perhaps a friend is like a ghost,whose spirit never dies.
A friend is like a heart that goes
strong until the end.
Where would we be in this world
if we didn't have a friend.

Thank you FRIEND

Dida Prazeres disse...

Pantas, temo que por vezes não seja muito boa amiga... tendo a olhar demasiado para o meu umbigo... e fico distraida com o piercing!!! looool


Beijooooooo

Dida Prazeres disse...

TT, obrigada eu... :)

Um grande beijo

Felina disse...

Nada acontece por acaso...

Dida Prazeres disse...

não há coincidencias, certo?? ;)