quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Fantasma da Opera

Escondes-te nas sombras...
Proteges-te com a capa...
Mas eu sinto-te...
Sinto a tua respiração no meu pescoço...
As tuas mãos a percorrerem o meu corpo...
O teu beijo...
E no meio de espaço nenhum... me entrego a ti!!

8 comentários:

Felina disse...

Uiiiii nem me fales na respiração no pescoço... e se for descendo pelas costas...

Pantas disse...

Fiquei com um sorriso parvo, vou ser coerente e mandar um email a mim próprio com um abraço para me sentir melhor e claro chatear alguém dos recursos humanos com perguntas dificeis looooool

Dida Prazeres disse...

Ai, Felina... é daquelas coisas... ui... arrepios eternos de prazer...
(então quando tem uma lingua bem humida?? aiiiiiiiii )

Dida Prazeres disse...

Pantas...manda um abraço e uma palmada nas costas... pode ser que ajude!!! loool
coitadas das pessoas dos recursos humanos... estou cheia de pena delas.. (nem por isso, cada um tem o que merece!!! ahahah)

beijoooooooooo

Três Tempos disse...

Olá linda,
Nem sempre é fácil dar a cara...como te entendo!
Bjokiña!

Pantas disse...

Quando baixo os olhos, nem sempre tem a haver com o equipamento instalado no meu lado esquerdo do peito, apenas o desarmar de um sorriso sacana…!

Dida Prazeres disse...

TT, um dia de cada vez... um após o outro!!! ;)


Beijo grande, Linda!!

Dida Prazeres disse...

Oh Pantas... não tarda começas a chorar... (queres um lenço?? loool)

Beijooo

(tenho de fazer um post para os sacanas... acho que vais gostar!!! hihiih)